domingo, 27 de dezembro de 2009

Pedaço de couro

video


Idade da sabedoria e compreensão dos fatos e das pessoas
Idade em que a pressa se foi pois já se sabe que não adianta ter pressa

Idade onde se olha o mundo com olhos cansados e enrugados, é verdade, mas cheios de uma certeza que só o passar do tempo pode dar


Idade onde tanto se aprendeu e tanto se pode ensinar
Idade em que vêm as dores e a lentidão dos passos...mas se sabe que devagar também se chega longe

Todo mundo vai ficar velho um dia...a não ser que morra jovem.

Ciene



É muito triste assitir quase que diariamente atitudes (ou às vezes a falta delas) que demonstram o quão pouco se respeita os idosos em nosso país.
Vejo velhinhos e velhinhas que deviam ter seu lugar de honra em nossa sociedade serem a cada dia desrespeitados e aviltados em sua dignidade.
Já briguei num ônibus porque um senhor de idade viajava de pé enquanto uma mocinha de seus14, 15 anos ia confortavelmente sentada no lugar destinado aos idosos e, mesmo depois da confusão que eu fiz, ela não se mexeu do lugar.

Tempos modernos?

Aff!!!

Que tipo de educação estamos dando às nossas crianças, que tipo de adultos serão estes, que tipo de povo somos nós?

Que eu faça a minha parte, que você faça a sua, que este país mude seu modo de pensar, onde só o novo e o forte têm valor...acorda Brasil!


Domingo de aconchego pra você

beijo no teu coração

sábado, 26 de dezembro de 2009

Capim




No Curso de Medicina, o professor se dirige ao aluno e pergunta:

- Quantos rins nós temos?
- Quatro! Responde o aluno.
- Quatro? Replica o professor, arrogante, daqueles que sentem prazer em tripudiar sobre os erros dos alunos.

- Traga um feixe de capim, pois temos um asno na sala. Ordena o professor a seu auxiliar.
- E para mim um cafezinho! Replicou o aluno ao auxiliar do mestre.

O professor ficou irado e expulsou o aluno da sala.
O aluno era, entretanto, o humorista Aparício Torelly Aporelly (1895-1971), mais conhecido como o 'Barão de Itararé'.

Ao sair da sala, o aluno ainda teve a audácia de corrigir o furioso mestre:

- O senhor me perguntou quantos rins 'nós temos'...
- 'Nós' temos quatro: dois meus e dois seus.
- 'Nós' é uma expressão usada para o plural.
- Tenha um bom apetite e delicie-se com o capim.

A vida exige muito mais compreensão que conhecimento!
Às vezes as pessoas, por terem um pouco mais de conhecimento ou "acreditarem" que o têm, se acham no direito de subestimar os outros...

E haja capim!!!





Que o teu fim de semana seja maravilhoso...
repleto de riso, afagos e carinho

beijo procê


sexta-feira, 25 de dezembro de 2009






Época boa em que as pessoas tentam mudar seus modos de agir, de pensar e de ver o outro.
Tempo de busca de paz e de boa vontade.
Os sorrisos, abraços e beijos tornam-se tão pródigos.
Os presentes trocam de mãos com tanta facilidade.
As pessoas conseguem olhar de lado e enxergar seu próximo com um pouco mais de atenção.
A piedade, a misericórdia e a benevolência afloram de um modo tão lindo.
O amor torna-se quase palpável no ar...

Mas porque só nesta época?
Porque não o ano todo?
Porque esta não pode ser a nossa busca diária, o nosso objetivo de vida?

E qual o real significado do Natal?
Uma vez vi alguém respondendo que Natal era o aniversário de Papai Noel...que triste absurdo!

NATAL É JESUS ENTRE NÓS!!!

Sem ELE nada disso existiria...ELE é o aniversariante!!!

E se nós penssássemos realmente NELE todos os dias do ano, então todo dia haveria sorrisos, abraços, bondade, paz, boa vontade, piedade, compreensão...amor no ar!

Porque foi isso que ELE nos ensinou.
Porque ELE deu o maior exemplo de amor.
Porque ELE nos deu o maior presente.

Sua vida foi, é e sempre será o maior de todos os presentes!!!


Para que o Natal seja diário em nossas vidas basta que sigamos o que ELE nos ensinou:

"O meu mandamento é este: Que vos ameis uns aos outros, assim como eu vos amei."


Então pra você e pra mim...
FELIZ NATAL...
DE HOJE, DE AMANHÃ
E DE TODOS OS DIAS DAS NOSSAS VIDAS!!!





quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

Tô dodói


Faz três dias...

Três longuíssimos e sofridos dias...

Aff, ninguém merece!!!




MELHORAS PRA MIM


BEIJO PROCÊ



domingo, 13 de dezembro de 2009

Algures, tu



"Digo-lhe que é bonita, chama-me de simpático, digo-lhe que é sexy, cora e não responde, não sabe deixar-se ser, apenas se esconde, digo-lhe que é meiga, carinhosa, gentil, acha-me um doido, diz-me que estou febril.

Não sei que diga a esta mulher, não sei se diga algo sequer, acho que vou é ficar calado, dar-lhe um abraço apertado, cobri-la de beijos, de carícias, de amor, deixá-la saber que é raínha de meu peito, um reino assim meio estreito, mas, enfim, é o seu.

Amanhã compro-lhe flores, falo-lhe de doces, ternuras, amores, vou à ópera, ao cinema, ao jardim, levo-a ao teatro, à praia, a um bar, falo-lhe de um amor sem fim, dum tal amor que tem amar dentro de si, dentro de mim.

Um dia destes, quem sabe lá, vou gostar de ter gostado assim, vou sentir que valeu a pena esperar, acreditar, lutar, nesse dia, ao olhar para trás, vou descobrir quão feliz sou, fui e serei.

Não eras de verdade, afinal sonhei, não existes, estavas no meu sonho, foi bom saber que algures, ainda que fosse num sonho, tu amaste e eu amei.

Pergunto-me, será que sonhei ou apenas foi uma premonição, um futuro ou uma ilusão, quem sabe, eu, por certo, não, mas sei que, se ser feliz é ser assim, eu quero você toda para mim."

Fininho


Gostei imensamente...


Domingo de riso procê

beijo

sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

Dia branco




"Se você vier
Pro que der e vier
Comigo...

Eu lhe prometo o sol
Se hoje o sol sair
Ou a chuva...

Se a chuva cair

Se você vier
Até onde a gente chegar
Numa praça
Na beira do mar
Num pedaço de qualquer lugar...

Nesse dia branco
Se branco ele for
Esse tanto
Esse canto de amor
Oh! oh! oh...

Se você quiser e vier
Pro que der e vier
Comigo"

Geraldo Azevedo


Adoroooo...sempre adorei!


Dia cheinho de coisa boa,
cheirosa e gostosa
procê






beijo no coracisco



quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

APRENDIZ DE MIM




Como criança descobrindo um novo mundo

Assim me vejo neste momento...aprendiz de mim

Aprendo a me respeitar e assim a exigir respeito

Aprendo a dizer não e assim eu digo

Aprendo a fazer o que gosto e assim eu faço

Aprendo...

Aprendo a me olhar de perto

Vejo alguém de quem gosto muito

Aprendo a me olhar de longe

Vejo alguém que descobre a direção a seguir

Aprendo...

Aprendo que quem diz que me ama nem sempre fala a verdade

E quem só me olha pode estar cheio de amor por mim

Aprendo que nem todos vão me amar

E também que isso não vai me matar

Aprendo...

Aprendo a gostar de mim

Aprendo a sonhar pra mim

Aprendo viver pra mim

Aprendo a dar mais de mim

Aprendo...

E neste aprender sem fim

Vou deixando pedaços de mim

Vou buscando o que ainda não tenho

Neste aprendendo, eu vou e venho

E a vida vem a cada dia mais bela

E eu sorrindo... me entrego a ela.


Ciene



beijo procê


terça-feira, 8 de dezembro de 2009

Alegria





"Alegria, aquele jeito de chorar sorrindo, porque o mundo despontou naquele momento, lindo, lindo demais, sem pudores, sem quês nem porquês, apenas aquela beleza de ser que nos faz sentir vontade de sorrir, de chorar, de viver.
Ah, como é bom ser feliz, ser assim um homem feito um petiz, sorrir, olhar o mar, as flores, não estar nem aí para problemas e dores, ser apenas um guri, sei como é, já passei por aí."

Fininho

Escrito pra mim...adorei!


Descrição perfeita...eu bem que podia ter escrito isso...



Lindo dia

beijo no teu coração


quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

Hospital psiquiátrico - O teste da banheiro




Durante a visita a um hospital psiquiátrico, um dos visitantes perguntou ao diretor:

- Qual é o critério pelo qual vocês decidem quem precisa ser hospitalizado aqui?
Respondeu o diretor:

- Nós enchemos uma banheira com água e oferecemos ao doente uma colher, um copo e um balde e pedimos que a esvazie. De acordo com a forma que ele decida realizar a missão, nós decidimos se o hospitalizamos ou não.
- Entendi - disse o visitante - uma pessoa normal usaria o balde, que é maior que o copo e a colher.
- Não - respondeu o diretor - uma pessoa normal tiraria a tampa do ralo. O que o senhor prefere? Quarto particular ou enfermaria?


Dedicado a todos que escolheram o balde!