domingo, 23 de maio de 2010

Quero




Quero o real, o palpável
ao alcance da minha mão
debaixo das minhas vistas
a um passo do meu abraço
a um toque do meu coração

Quero o total, o completo
tudo que eu possa ter
tanto quanto eu possa ser
o máximo que eu consiga estar
o infinito no meu viver

Quero o lindo, o feio
do jeito que venha a ser
na forma que vier o viver
o modo que tenha o querer

conforme se apresente a vida

Real, total, palpável e completo
seja lindo ou seja feio
do jeito que tiver que ser
é assim mesmo que eu quero
muito, muito...esse meu querer!


Ciene




"Não me dêem fórmulas certas, porque eu não espero acertar sempre.
Não me mostrem o que esperam de mim, porque vou seguir meu coração!
Não me façam ser o que não sou, não me convidem a ser igual, porque sinceramente sou diferente!
Não sei amar pela metade, não sei viver de mentiras, não sei voar com os pés no chão.
Sou sempre eu mesma, mas com certeza não serei a mesma pra SEMPRE!

Clarice Lispector



Que a tua semana seja maravilhosa!
Beijo suave no teu coração


6 comentários:

Tida disse...

Que bom deve ser saber se expressar assim com palavras! Fico encantada com seus poemas.
Bjs

Manuela Freitas disse...

Gostei bastante do seu poema, as palavras fluíem com musicalidade!...Só há um inconveniente, essas palavras foram-me «roubadas», porque o teu querer é muito semelhante ao meu!...
Beijinhos,
Manú

Sem Noção disse...

Bah! Me identifiquei muito com Esse trecho, de Clarice Lispector.

Andréia disse...

que lindo querida
Amei
beijos

orvalho do ceu disse...

Olá, ainda bem que a gente se permite a metanóia... vale a pena mudar de direção e não se sempre a mesma...
Gostei da sinceridade e emoção que rolou no poema... relato do que vc sente de verdade... Lindo!
Abraços fraternos

Fabi disse...

Lindo d + como sempre !!!

Ela é minha amiga ta pensando oq ??!!! rsrsrsrsss.....

beijão!!!